Terapia Lagartixa – espetáculo dos alunos de bacharelado da UFU

Terapia Lagartixa é o novo espetáculo dos alunos de bacharelado do Teatro da UFU / Uberlândia com entrada franca.

A ideia de work in process surgiu com a percepção de que não partilharíamos de um texto de gabinete, de peça pronta, mas de fragmentos textuais que pudessem ser encadeados em uma dramaturgia que consentisse o caráter processual na criação de Terapia Lagartixa.

Fragmentos textuais de Felizes para sempre, de Mário Bortolotto, de O Cérebro que se Transforma, de Oliver Sacks, e do dramaturgistaRafael Lorran, constituíram, assim, a matéria textual a ser explorada em suas múltiplas possibilidades.

A partir da matéria textual, adentramos o universo das relações humanas consideradas, principalmente, em suas indeterminações, daí imergindo nos modos perceptivos para trazer à tona a multiplicidade de transtornos decorrentesdo déficit afetivo nas relações interpessoais.

Diante do processo em andamento – work in process – , configurou-se uma cartografia coletiva, pois nos era impossível determinar um percurso sem desvios, desencaminhamentos, atalhos, incertezas, ao mesmo tempo, estes tansviamentos possibilitaram aos atuantes a busca incessante de estados advindos das improvisações, do jogo cênico, das repetições exaustivas das microcenas, das espacialidades dos corpos na área de jogo, concebidos em sua concretude física e perspectivada pelas conexões com a fisicidade corpóreo-vocal, mente, imaginação e poeticidade.

Agregando-se à performance dos atuantes, a articulação com as demais dramaturgias, sobretudo, a dramaturgia visual, cenário, luz e figurino, bem como a paisagem sonora, descortinaram-se possibilidades de associações nos modos perceptivos para chegarmos ao “quase” término de Terapia Lagartixa. Digo, “quase término”, pois para o artista o processo não finda, uma vez que assumimos a sua precariedade, o inacabado, exigindo um olhar permanentemente crítico-reflexivo.

Deste modo, renunciamos a autoria da obra, uma vez que a criação se fez no compartilhamento de nossas experiências, em uma dilatação ilimitada de nossas relações exercitadas em um espaço artístico convivial.

E, por fim, deixamos registrados agradecimentos a este Coletivo pela oportunidade de uma experiência que, acima de tudo, exigiu o enfrentamento de nossas singularidades para que pudéssemos atravessar e sermos atravessados pelo processo.

Evoé !!!

Dirce Helena Carvalho

Se conseguíssemos decifrar o maior de nossos medos, certamente chegaríamos ao enigma das disfunções, ao receio da perda, da inabilidade, da possibilidade de tornar-se, enfim,Especial. O Terapia Lagartixaassume o espectro das disfunções neurológicas considerando sua roupagem social, sua materialização nos relacionamentos emergenciais, vestígios da invisibilidade na qual convivemos com nossas deficiências e inabilidades quando expostos à humanidade. Buscando tocar a complexidade das interações afetivas a partir das microesferas de violência interpessoal, o espetáculo tenta revelar-se ao passo que tensiona a experiência humana programada à dor, ao desejo, ao outro e sua consequente perda.

Rafael Lorran

A criação da corporeidade no espetáculo partiu da percepção da materialidade de si. Estar no mundo enquanto peso, espaço, volume ao mesmo tempo em que sente o mundo com a pele, com a pressão dos apoios no chão, com a sofisticação da escuta. É na materialidade somática que o ator integra seu lado de dentro e o lado de fora. Respiração e suor trabalhados em múltiplas dimensões. Assim, a presença e o jogo cênico acontecem sem que haja lacunas entre estar e sentir. Os estados corpóreos se multiplicam nas intencionalidades, nos sentidos do tempo, no jogo com as palavras, nos encontros com a dramaturgia, nas interrelações em ação.

Renata Meira

Alunos de bacharelado do Teatro da UFU apresentam Terapia Largatixa
Alunos de bacharelado do Teatro da UFU apresentam Terapia Largatixa

Terapia Largatixa
Estreia 29 de abril
Sábados e Domingos de maio
Bloco 3M – UFU – Uberlândia
Entrada Franca – 50 lugares
Senhas 1 hora antes – 18 anos
Evento no Facebook

Terapia Lagartixa –  espetáculo dos alunos de bacharelado da UFU 

FICHA TÉCNICA:

DIREÇÃO GERAL: Dirce Helena Carvalho
DRAMATURGIA: Rafael Lorran
PESQUISA DE DRAMATURGIA: Livre adaptação da peça “Felizes para Sempre” de Mário Bortolotto intercalada por fragmentos narrativos inspirados na obra “O Cérebro que se Tranforma” de Oliver Sacks.

ELENCO:

Bia Pantaleão
Camila Ruth
Joaquim Vital
KairoMorlin
Juliana Marques
Tamara Garcia

CORPOREIDADE: Renata Meira
VOCALIDADE: Dirce Helena Carvalho
ILUMINAÇÃO: Camila Tiago
CENÁRIO: Edu Silva e Coletivo
FIGURINO: LetzPinheiro e Coletivo
PESQUISA DE TRILHA SONORA: Rafael Lorran
COREOGRAFIA: NinaTannus
CENOTÉCNICA: Edu Silva e Camila Tiago
OPERAÇÃO DE LUZ: Camila Tiago e Mário Leonardo
OPERAÇÃO DE SOM: Rafael Lorran
VOZ OFF: Rafael Lorran
PRODUÇÃO : Diego Veloso

Roteiro Uberlândia

O Roteiro Uberlândia tem como objetivo ser uma ferramenta gratuita para quem busca lazer, diversão e informações sobre a cidade de Uberlândia-Minas Gerais. Colabore, envie seu artigo ou notícia para contato@roteirouberlandia.com.br.

Sem comentários.

Sua opinião é muito importante:

Seu e-mail não será divulgado.

Você pode usar tags e atributos HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>